26.12.09

Quelimane - Cine Águia em 2009



Enviadas pelo Nuno Garrido

9 comentários:

Graça Pereira disse...

E pensar que aqui, deliciei-me com tardes e noites de bom cinema...
Assisti a espetáculos inolvidáveis: Duo Ouro Negro, Trio Odemira, revistas portuguesas e brasileiras, a "Rainha do Ferro Velho" com Laura Alves etc etc etc
Estas fotos fazem-me mal!!
Vou pensar que passou por Quelimane um terrível tufão e levou tudo!!
Não é culpa de ninguém...
Salvaram-se as recordações...essas, ninguém as pode levar... só, quando eu partir...
Graça

Anónimo disse...

Pois foi mesmo isso, Um vendaval!

Anónimo disse...

O que era interessante era ir ás pessoas que fizeram isto e perguntar-lhes porque o fizeram.
Ora isso é o que todos têm medo de fazer.

Anónimo disse...

Para que não haja confusões quero eferir que o actual estado do cinema Águia se deve a uma tempestade tropical que assolou QUelimane acho que em 2002 ou 2003 e que provocou isto.
A questão agora é saber se as autoridades acham que vale a pena a sua reconsttrução ou se entregue a privados é possivel viabilizar a sua recuperação. Não é fácil num país com tantas carências. A mim também me dói ver isto e outras coisas deixadas ao abandono por falta de manutenção e/ou conservação mas sejamos realistas: o estado moçambicano não dá grande importânia à cultura nem à História. à semelhança de outros países como por exemplo Portugal que tem tantos edifícios históricos a cair.

JL

Anónimo disse...

Foi mesmo efeito de tempestade tropical???? Foi a tempestade que deixou assim o interior do cinema?
Vi em 2007 em Quelimane várias outras coisas muito degradadas, nomeadamente as escolas onde estudámos. Nestas não foi essa a razão certamente, pois os edifícios estavam intactos por fora e alguns até de cara lavada, mas, por dentro, um horror.
Acho que há é muito desleixo, que tem de ser criticado.
O que se passa com a Igreja de Nossa Senhora do Livramento, por exemplo, não tem qualquer explicação. O abandono a que foi deixado o principal monumento histórico da cidade! O Estado privou assim os munícipes de uma das suas principais riquezas.
M.

Anónimo disse...

O QUE ACONTECEU EM QUELIMANE NÃO TEM NADA A VER COM A TEMPESTADE, MAS SIM DA MUNDANÇA DE GOVERNO DA EX-COLÓNIA PORTUGUÊSA PARA O GOVERNO DA FRELIMO.
O ERRO DISTO TUDO FOI QUANDO CHEGOU A ALTURA DOS OFICIAIS E COMANDOS DE SE IREM DESEMBARCAR PARA O PAÍS DE ORIGEM TENDO NO PERCURSO FUZILANDO PESSOAS INOCENTES " COMO SE TIVESSE A CAÇAR COELHOS ".DEVIDO A ISSO É QUE O PAÍS FICOU NESSE ESTADO LAMENTAVEL.

Anónimo disse...

EU COMO NATURAL DE QUELIMANE, FICO MUITO TRISTE, EM VER ESTA MINHA TERRA NESTA DESGRAÇA.DEPOIS DE TERMOS SAÍDO DE MOÇAMBIQUE, NÓS OS NATURAIS,FOI PARA ISTO QUE QUIZERAM A INDEPENDENCIA, NEM AO MENOS CONSEGUIERAM MANTER O QUE DEIXAMOS.É UMA DOR DE ALMA. UMA CIDADE MODELO,E COMO ESTÁ AGORA.EU COMO QUELIMANENSE QUE SOU, APELO AOS GOVERNANTES ACTUAIS DESSA CIDADE QUE PELO MENOS MANTENHAM OQUE DE BONITO LÁ DEIXAMOS, E QUE NÃO DEIXEM AS COISAS CHEGAREM A ESSE PONTO.ENTÃO ESSE CINEMA ÁGUIA QUE TANTAS ALEGRIAS DEU, E QUE PODERIAM AINDA DAR.NÃO DEIXEM DESTRUIR MAIS ESSE PAÍS QUE TANTO AMOMOS. DE UMA CHUABO

Dorival victorino fijamo disse...

Estou chocado! E triste ver neste estado o nosso maior centro de divertimento. Porque que mantem bela aparencia enqunto a realidade nao corresponde? obrgado ao blog

Candido Ferreira Neves disse...

Estou de acôrdo com a Snrª Graça Pereira.Assisti algumas peças que meciona. O Marco Paulo fez um espectaculo.Era ainda um jovem e se não estou em erro cantava,nessa altura no Circo Mariano.No final da sessão cinema vinha a pé por uma rua em que tinha uma arvore laranjeira e exalava um cheiro delecioso e, depois de tantos anos-tantos e tantos anos,perto de 50 anos, ainda tenho a recordação desse cheiro.Do carnaval no ferroviario!O Refefa. Monteiro Giro,A marginal aos domingos as familias se juntavam.A piscina,defronte ao Hotel.Enfim recordações que não se apagam da memória. E ver isto tudo destruido é um verdadeiro crime.